3/08/2007

Entretanto, por cá...

Furtos e burlas simples deixam de ser crime

Procuradores consideram que proposta incentiva criminosos a roubar nos supermercados

O novo Código Penal prevê que os crimes de furto que envolvam um prejuízo inferior a uma unidade de conta, cerca de 96 euros, passem a depender de acusação particular, o que implica, por parte do lesado, um esforço acrescido para poder punir criminalmente o ladrão: a constituição de assistente no processo e o pagamento das respectivas custas judiciais, perto de 200 euros, ou seja, o dobro do prejuízo.

3 Comments:

Blogger ouroboro13 said...

Bom, a parte dos supermercados não está má de todo. E FNAC's e assim.

quinta mar 08, 03:24:00 da tarde  
Blogger nihil said...

e que tal aqueles que abrem as coisas no supermercado e depois metem as embalagens vazias nas prateleiras...ainda percebo quem rouba para levar, agora estes passam-me completamente ao lado...

terça mar 13, 01:04:00 da tarde  
Blogger ouroboro13 said...

Eu nos supermercados só roubei umas laranjas, depois de pesar, mas isso foi só uma vez, porque me apeteceu. Lâminas de barbear, antigamente, antes de virem em caixas. DVD's, numa ou noutra ocasião, assim ocultos no carrinho. Agora, se isto for mesmo para a frente outro galo cantará, até porque eu corro bem depressa, hã!

sexta mar 16, 03:35:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home